Blog

RENATA CORDEIRO



Paraíso natural com gente boa demais!

Visitei alguns paraísos em minha vida como Caribe, Tailândia e Havaí mas preciso dizer que Fernando de Noronha tem um algo a mais. Piscinas naturais freqüentadas por peixes multicoloridos tem. Mar calmo com tartarugas, moréias, arraias e até tubarões? Tem também! (um único caso de ataque de tubarão na história de Noronha foi registrado recentemente por mais que muitos visitantes como eu já se tenham deparado com o bichão). Mar super agitado em alguns meses sendo paraíso de surfistas? Tem sim! Mas Noronha tem algo mais!

Tem uma receptividade ímpar. Você para pra colocar combustível e recebe um sorriso, bate papo com a gerente, recebe um alô de quem passa e um oferecimento de ajuda quando seu buggy faz um barulho estranho! Você deixa sua mochila na praia com dinheiro e tudo e volta três horas depois e… ela está lá, te esperando. E até os turistas ficam mais simpáticos uns aos outros já que os encontros nas várias e belíssimas praias são freqüentes e as dicas preciosas:

-Olha não deixa de ir na Baía dos Porcos por que lá a gente viu tartarugas enormes! Já foi no Sueste? Tem tubarão e é bem legal! E no naufrágio do Porto?

E lá vamos nós viver mais essas aventuras!

DSC01722_bx

IMG_1739

E você sabia que Fernando de Noronha tem “dois mares”? O que chamam de mar de fora, virado para o lado da África é mais batido e o mar de dentro, que fica entre a ilha e o nosso continente brasileiro é mais piscina. Até essa diversidade traz ainda mais beleza.

Quando fui a primeira vez eram poucas as pousadas e a badalação. A ilha continua a ser um lugar para poucos pelos preços altos – tudo com planejamento se ajeita – pelos poucos vôos (só duas empresas aéreas fazem a rota) e número controlado de visitantes, mas é bem mais cheia e “in” do que antigamente. Pra chegar nesse paraíso eu voei com a Azul Linhas Aéreas – www.voeazul.com.br – e fui super bem atendida! Foi o melhor preço, horário e condições que encontrei!

Desde 1988 o parque marinho foi criado com essa estrutura do “não pode”, tentativa de botar juízo na cabeça dos visitantes. Mesmo assim tem Mané que usa protetor solar nas piscinas naturais do Atalaia, onde você fica por no máximo meia hora, sem pensar em preservação, você acredita? Um dos muitos turistas com quem conversei me contou que estava observando um bando de tubarões junto com uma galera, todos com máquinas fotográficas em punho, quando surgiu um louco e tacou uma pedra. Oi? Todos o olharam com raiva e ele, sem graça, saiu de fininho!

Mas o bom é que em sua maioria o pessoal que vai à Noronha vai curtir o que a natureza tem de melhor! Praias lindas, água transparente e fresca, sem ser fria ou quente, fauna riquíssima, peixes que não nos temem e passam assim, do ladinho da gente e morros, pedras lindas que contrastam com aquela água de um verde único!

IMG_2045

Fiz meu primeiro mergulho de cilindro em Noronha e depois desse aperitivo fiz o curso e… voltei ao fundo do mar várias vezes! Dessa vez usei a operadora Águas Claras – e recomendo para iniciantes ou iniciados – que fez essas imagens pra que eu me recorde muitas vezes da equipe profissional e experiente de lá. Carinho especial com o máster Ariel e a fotógrafa Camila Barreto, uma mergulhadora de primeira que tem boas histórias e um sorriso doce e acolhedor.

Mas quem não quer se aventurar desse jeito, pode só botar uma máscara e snorkel para desvendar um mundo multicolorido e lindo. Silencioso e tranqüilo. É bom para crianças – vi uma figurinha de cinco anos alucinada com um cardume de sardinhas – e adultos, pode ser velho também por que lá a gente usa muito colete salva-vidas e pé de pato que ajudam na flutuação e na lei do menor esforço. Algumas praias só mesmo com colete e eu recomendo o uso já que por várias vezes as belezas naturais fazem você esquecer que está indo, indo, indo… e quando vê está distante da praia! Ah… são tantas belezas…

montagem fundo do mar

pousada teju

E os restaurantes também são ótimos! Tem opções para gostos e bolsos e ninguém sai triste. Cacimba Bistrô, Varandas, Pousada Teju… hummm, chego a ficar com água na boca! Aliás a Pousada Teju Açu – www.pousadateju.com.br – foi um dos acertos dessa minha viagem! O lugar é sofisticadamente rústico e toda a equipe é tão legal que me deixou com a certeza de que tenho que voltar logo!

Enfim, essa experiência de passear pelo oceano, de andar por um lugar tão preservado e de compartilhar, sem danos, do melhor que a natureza nos oferece, é tão rica e deliciosa que eu aconselho você a viver. Vá por poucos dias mas vá. Vá um dia, talvez não nesse ano, mas vá.

Vá viver a experiência de ser feliz e relaxar em Noronha, viver num lugar sem violência e cheio de sorrisos, onde você não tem o que temer e que os locais, mesmo os bichos, sabem que não precisam temer você. A vida pode ser curta, corrida, cara, perigosa, mas também pode ser boa, pode ser Noronha!

Dicas:

-Pague as taxas pela internet dias antes de ir para dar tempo de entrar no sistema e você não ter que pegar fila. São duas taxas : as diárias e a que vale por dez dias para você ir ao parque onde estão algumas das melhores praias. Para você se informar entre no endereço: www.ilhadenoronha.com.br/ailha/taxadepreservacao_em_noronha.php

-Ao chegar em Noronha vá ao ICM-BIO marcar seu passeio pelas piscinas naturais e trilhas que tem obrigatoriedade de guias. Não deixe pra depois por que a procura é grande e o número de vagas limitado!

-As palestras que são dadas todas as noites são um sucesso e não é à toa. Divertidas e informativas estão longe daquelas chatices que você imagina. A palestra sobre tubarão é imperdível. Verifique os temas e não deixe de ir!

-No Sueste vale pagar um guia mesmo se você for craque em snorkel. Eles sabem onde estão os bichos mais legais e te levam até onde você não iria, como na arrebentação.

-Carregue sempre sua máscara, snorkel, pé de pato e colete salva-vidas, você nunca sabe quando vai ser obrigatório usar. Saber nadar não é motivo para não usar o colete que ajuda você a flutuar, descansar e nadar mais um pouquinho na busca por mais animais marinhos.

IMG_1798

-Leve protetor solar e repelente onde quer que vá e se quiser economizar, carregue do continente essas coisas e até alguns biscoitos, barrinhas e castanhas por que tudo é mais caro na ilha e poucas praias tem onde comprar belisquetes.

-Água é artigo de luxo por isso carregue uma garrafinha dessas térmicas, que se usa quando faz exercício já que você vai ficar em praias o dia todo, vai caminhar e nem sempre terá água pra comprar por perto.

-No Porto tem um naufrágio que dá pra ver só de snorkel e vale a pena ir lá mas cuidado por que uma parte do mar é usado para embarcações. Se informe para não causar acidentes.

-Leve um tênis velho além dos chinelos por que algumas trilhas, mesmo que não muito longas, merecem um calçado mais seguro.

-A praia do Sancho é considerada uma das mais belas do mundos e por mais que tenha uma escadaria no meio de uma rocha, vale descer e subir. Vá com calma, não há pressa, mas vá.

-Eu amei a baía dos Porcos onde se vê muitos peixes, tartarugas e arraias e tem um visual incrível.

-Por do sol em Noronha é um outro espetáculo! No Boldró, no Forte dos Remédios ou no Mergulhão no Porto a beleza é garantida. Você vai ficar sem fôlego!

DSC01800Tt

Compartilhe:Email to someoneShare on FacebookPin on PinterestGoogle+Tweet about this on Twitter

Posts Relacionados