Blog

RENATA CORDEIRO



O Samba e o prefeito

Muitos tem falado que o alcaide do Rio tem horror a carnaval e por isso não entregou as chaves da cidade como manda o protocolo. Meia verdade. Crivella, hoje prefeito, recebeu a pior e mais contundente vaia que já presenciei alguém receber na quadra da Portela, próximo ao carnaval de 2006, fato que foi notícia[Saiba mais]


A culpa é da mulher!

Foi ela quem, sedutora e indisciplinada, convenceu o pobre Adão a contrariar as palavras do Senhor ao ponto de serem expulsos do paraíso. Seus maquiavélicos conhecimentos de ervas se incendiavam na fogueira da inquisição mas nem assim elas desistiram de ter voz ativa. Prova irretocável de que são terríveis, como Jason’s que voltam sempre a[Saiba mais]


Spotlight – Fins justificam os meios?

Vi o filme “Spotlight” e além da óbvia revolta contra quem faz mal a crianças, ainda mais usando a batina e a palavra de Deus, o que me marcou foi como pessoas boas podem encobrir crimes por acreditar que é melhor preservar uma ideia de bem do que dar munição à quem não tem o[Saiba mais]


Sou bicampeã do carnaval carioca!

Desde criança o batuque me impulsiona, o ritmo do samba me toma e o carnaval me preenche em alegria! Amo carnaval desde criança!                                   Numa família mineira e portuguesa o samba no pé não vem embutido no DNA. Foi[Saiba mais]


Berlim, arte e história por todo canto!

A capital da Alemanha guarda o passado e constrói o futuro num cenário recheado de beleza e misturas. Gente de todos os cantos se somam nessa Babel germanicamente organizada que carrega uma das partes mais terríveis da história moderna. Nela, holocausto e guerra fria se materializam em prédios, restos do muro, placas nas ruas, monumentos[Saiba mais]


Balangandãs: beleza e originalidade!

Eu adoro colocar colares e sair do lugar comum da roupa. Se ela é lisa, o que é bem comum no meu guarda-roupa, ganha uma vida com o balangandã. A origem da palavra remete aqueles enfeites de prata em forma de frutas ou peixes que as “escravas de ganho” (que ganhavam dinheiro vendendo doces, como[Saiba mais]